Saturday, June 23, 2007

Obrigada!

.
. .
Por vezes, a vida pede uma pausa para mudança ou retemperamento.Tenho saudades de mais livros, mais música, mais filmes, mais telas e tintas, mais rendas e bordados :) , saudades do sofá à noite ou, agora que chega o Verão, de mais ar livre. Os meus cantos vão ficar em repouso, uma pausa para que a vida se faça mais “real”.
Agradeço a todos quantos me visitaram e tiveram a bondade de me ler e voltar,
.
aos que me acompanharam desde o Horas-e-Deshoras que, vítima das minhas crises sazonais :) , num impulso apaguei…
.
Rigoletto, tantas vezes meu alento, que viu nascer e crescer todos os meus espaços, e que, com tanto rigor, me dizia “Coitados dos blogs, são eles que pagam os humores” :) , embora saiba tão bem quanto eu que isso é inevitável
.
Bandida, Elisabete e Y [a ordem é alfabética :) ] que, termómetros das minhas emoções :), se mantiveram de presença firme para que eu não desistisse
.
Julieta que, quando apaguei o Horas, me disse, muito zangada, que eu era uma tremenda egoísta e não respeitara quem gostava de me visitar e me lia
.
Luísa que, também muito zangada, disse que nunca mais me deixaria uma linha, mas sei aqui continua a vir
.
[parece que tenho uma apetência especial para personalidades fortes :) ]
.
.
Rigoletto, Bandida, Elisabete, Y
os vossos comentários, pensamentos e juízos de valor, inteligentes, críticos e carinhosos, enriqueceram cada um dos meus textos e deram-me, frequentemente, ideias para os seguintes. Os vossos espaços, da minha Lisboa, da ilha ao outro lado do mar, ópera, cinema, palavras e silêncios, lugares vossos, construídos com paixão, fizeram-me companhia noites adentro [que eu tenho este defeito/virtude de me demorar nas horas silenciosas].
.
.
aos que mais recentemente me visitam e se tornaram assíduas presenças, cujos cantos, do cinema à poesia ao desenho e gravura ou artes e técnicas mistas, são outros lugares de bom gosto que me proporcionaram novas leituras de prazer,
.
Paula e Rui
Saramar
Frioleiras
Fernando
Mar Arável
Triliti Star
Luís Galego
CM
Alquimista
Maresia
Juliana
Prada
.
Abaixo, estão as ligações para cada um, [alfabeticamente ordenadas] :) como sugestões de visita.
.
[Elisabete, creio que acabei por responder ao teu desafio e consegui fazer uma lista de blogs de amor, pois todos estes são lugares feitos com empenho e paixão]
.
www.mendesferreira.blogspot.com
www.musgu.blogspot.com
www.operapertutti.blogspot.com
www.paixoesedesejos.blogspot.com
www.qsarilho.blogspot.com
.
Agradeço, também, àqueles que pontualmente me visitaram e, porventura, teriam voltado se o tempo mais fluisse.
.
O Horas-e-Deshoras foi um lugar de paixão que me deixou saudades. Acabei de o reeditar. Dele guardei textos e imagens, que comecei e continuarei a restaurar, quando/se surgir aquele apelo irresistível :)
Peço desculpa por não serem colocados os vossos comentários, então deixados, pois se perderam nessoutra viragem/voragem. Eram tantos que se tornou impossível copiá-los.
.
Sem rosto, sem voz, ao sabor do anonimato, a blogosfera diz quanto as palavras são poderosas e que existe, ainda e sempre, o prazer de ler.
.
.
O meu muito obrigada a todos.
[de quando em quando irei espreitar-vos]
.
As rosas são para vocês :)
.
.
Um abraço.
.
.

19 comments:

isabel mendes ferreira said...

não....as rosas vieram do milagre das tuas palavras.


__________________maré altíssima
de uma sensibilidade e elegância RARAS...neste "mapa virtual".

_________________!

até logo Teresa.mar.de.amar.

triliti star said...

passarei vezes sem conta e olharei esta casa até que um dia veja de novo janelas abertas, com o sol a entrar.
até lá despeço-me comovido com as suas palavras (devo estar a ficar piégas).
um carinhoso aperto de mão.

Saramar said...

Teresa, perdoe-me, sou muito egoísta. Por isso, não acredito que vai nos deixar assim.
Ao mesmo tempo, entendo que tem o seu tempo e me curvo a ele.
Vou ficar vindo aqui, vou mesmo.
Ah! estou triste, perdão.
Não sei o que dizer, a não ser que agradeço demais por você existir e por ensinar e emocionar.
Obrigada por me incluir entre seus amigos.
Que coisa! Fiquei sem palavras.

beijos

Frioleiras said...

Mas o que te aconteceu ?....
Se precisares de algo... de desabafar,

www.maria frioleiras@gmail.com

Um beijinho

Frioleiras

Luís Galego said...

embora essa seja seja uma decisão individual, lamento que não possa continuar a apreciar o seu mundo, a sua visão do estado do mundo, a estar perante a sua sensibilidade.

ainda pode pensar, ainda que não seja de forma tão assidua, podia não cortar de todo com esses instantes que nos ia proporcionando conhecer-nos mutuamente.

Um beijo enorme e quem dera fosse surpreendido...

Bandida said...

querida teresamaremar, fica o nó na garganta de saber que ainda mesmo agora estava a aprender.te e já me foges.
no outro lado da vida há a imensa claridade do vento a soprar gestos e cores e sempre possíveis e reais sinfonias que vamos escrevendo enquanto o sono dura. e é longo o sono. é longo o caminho.
e a ternura.

beijo teresamar. curvo-me perante a tua certeza.

até logo!

B.
________________________________

luisa said...

Olá Teresinha

O teu Horas e deshoras era um espaço fantástico que, perdoa-me, para mim nenhum destes novos apesar de muito interessantes consegue igualar. Fico contente que o estejas reformulando, porque depois de colocados os posts antigos outros novos virão.
No Horas e deshoras eras tu e as pontes que criavas, algumas espantosamente surpreendentes. Era essa cabeça e esse teu modo de ver a ligar coisas que não deveriam ter sentido, mas a que tu davas. E era uma maravilha ficar a ver-te descobrir e inventar.
Fiquei muito zangada :))) também terei sido muito intransigente, mas sabias que não deixei de aqui vir.
As palavras que agora deixaste eu, que tenho a sorte de te conhecer do outro lado do écran, são como ouvir-te, és tu ao mesmo tempo inquieta e serena, sensível e delicada, corajosa e fragil, são a pessoa que és: bonita por fora e por dentro.

Eu sei que vais regressar, mais retemperada e mais elaborada (gostamos muito desta última palavra nós duas) :)))

Muitos beijos

Mar Arável said...

Agradeço a referência - continuarei no seu artes duas

PRADA said...

Minha Querida Teresa mar de amar! Sou muito nova nestas "andanças" dos Blogues. Seguramente os seus Blogs que visitei com a maior atenção, disseram-me muito... Senti-me no seu Céu! Como uma música que existe, "Nos Braços da Paz" Fique!! Não Parta!! "Recomece... Se puder sem pressas e sem medos e os passos que der nesse caminho duro do futuro, De-os em Liberdade de nenhum fruto queira só a metade." Miguel Torga. Que o M.Torga que me desculpe mas incurtei muito o poema.Sorriso sempre ;)))

GRINGA SEMPRE said...

Minha Querida Teresa mar de amar! Como Prada ou Gringa, digo-lhe as rosas são todas para si, e mais que venham...;))

teresamaremar said...

Lembrando Cecília Meireles,

« Eu aprendi com as primaveras a me deixar cortar para voltar sempre inteira”

Este ano, em que pouco se fez Primavera, renasça-se no Verão.
Gosto de pintar e há meses que as tintas estão em repouso. Gosto de fazer renda e bordar e há meses que as agulhas estão quedas :) Dei comigo a ler menos livros, a ouvir menos música, a ver poucos filmes, apenas indo computador noite dentro.

Não são apenas os blogs, mas todas as outras teias, que esta maquinazinha num mesmo tempo divinal e infernal é capaz de criar, e de que vamos ficando reféns. Óbvio que há ganhos, mais valias, mas tornou-se necessário moderar, conter.

A minha pausa é a bem de uma vida mais saudável, mais horas de sono, menos fumo, pisar areia, olhar o mar e o verde, deixar o sol entrar.

O virtual é um apelo, por isso abri o meu antigo blog (do qual eu morria de saudades, é certo), para que, quando esse apelo se tornar irresistível, eu coloque mais uns quantos antigos posts, e assim sacie o chamamento, o que será, porém, menos exigente, pois que os textos estão feitos e as imagens escolhidas.
Depois de criado o devido distanciamento, vou voltar, mas agora ele urge.

Achei dever deixar este comentário mais “explicativo”.
Embora de forma mais esporádica, continuarei a passar nos vossos cantos.


As vossas palavras… não tenho como as agradecer.

Beijo grande

paula e rui lima said...

olá teresamaremar!
todos nós mercemos ter aquela pausa que nos proporciona os pequenos prazeres: um dia passado na companhia de um livro; escutar o sabor da música no silêncio da paisagem; esquecer a passagem das horas, entre telas e tintas ou agulhas e linhas, em busca da magia do ponto cruz; sentir os odores que nascem da terra, olhando o azul do céu ou as tonalidades do oceano. Todos estes pequenos prazeres que também nós conhecemos e partilhamos, merecem a nossa presença, para além dessa escrita que nasce nos dedos e mergulha na brancura da página em busca do vocabulário perfeito:)
Desejamos uma boa viagem na tranquilidade do tempo e esperamos pelo seu regresso às páginas da net... iremos passando por aqui porque nunca é demais mergulhar neste espaço de que tanto gostamos:)
PS-obrigado pela referência:)
beijinhos da paula e do rui

Anonymous said...

Querida Teresa

Não gostaria de perder esse contato sincero e maravilhoso que construímos construir. Na realidade, não admito que tanta inteligência e sensibilidade não seja compartilhada. Querida, dê um tempo e recarregue as energias que estarei sempre esperando sua doce companhia.
Estarei sempre te esperando!

beijos!
Saúde, paz e amor!

Da amiga verdadeira
Elisabete cunha

Maresia e Luar said...

Agradeço a menção aqui no teu blog e espero estar à altura da mesma. Maresia e Luar é a continuação de um outro mar, que renasce ao sabor do pensamento livre e feminino.
Para quem (re)começa, como eu, é um enorme incentivo ver o nosso trabalho marcado pela chancela da aprovação de pessoas como tu. Ver o meu blog ao lado de outros tantos de grande qualidade é uma enorme honra e responsabilidade.
Obrigada e ainda que "posts" não hajam por aqui virei para beber a excelsa qualidade que te caracteriza.
Beijinhos.

cm said...

de cada porto que deixo levo sempre um pedaço de mar...por isso não ha adeus...pois eu espero voltar , sempre...com um abraço para partilhar e descobrir

rigoletto said...

Entendo que cada blogue é um pouco de nós que deixamos os outros espreitar. Em cada um, colocamos a sensibilidade, a opinião, o ensaio, a voz da alma, a crítica, a contemplação, a sentença. Em cada um, somos e mostramos.
Como "somos" sempre, não posso aceitar de ânimo leve que se façam e desfaçam blogues consoante os sabores do vento, mas respeito os destinos que cada um entende dar à sua "obra".
Habituámo-nos ao "Horas", deixámos de o ter. E destes três espaços de elegância e requinte que depois dele vieram, confesso que o meu preferido é o "Príncipes".Mas isso é gosto pessoal, que nada importa neste momento.
Pela lista de pessoas referidas, depreende-se facilmente que conseguiu criar um núcleo de incondicionais, que faziam das visitas a estes blogues, um passeio diário.
É sempre triste quando desaparece algo de qualidade, nesta blogosfera carregada de mediocridade e mediania.
Saúdo o regresso do "Horas", mas não estou sózinho no lamentar que anule o "NasTintas".
Cada blogue, repito, tem a sua individualidade. Que não deve ser beliscada.

Bem, estamos a falar de simples blogues.
Peço-lhe humildemente que repense.
Ressuscitar o "Horas" não implica a paragem de qualquer outro dos seus espaços.

Por cá continuarei a passar, mesmo sem "novidades", porque, tal como um bom livro, também os bons blogues merecem mais que uma leitura.

Estou certo que manterá os quatro.

Luciana said...

agradeço a sua mençao do meu modesto espaço.......

gosto de a visitar e vou continuar a faze-lo sempre..bem haja
beijo

Frioleiras said...

Teresa,

Bjs p ti... então n consegues deixar de "blogar".... eu tb não mas quero ver se o faço menos amiúde...

Eu respondi ao teu e-mail. Vai dando notícias, por lá...
Bj
F.

Anonymous said...

I always motivated by you, your views and attitude, again, appreciate for this nice post.

- Thomas